OS BENEFÍCIOS DA ABÓBORA PARA CÃES E GATOS.

A abóbora é um superalimento para cães. Ela fornece vitaminas, minerais e fibras, e pode ajudar a controlar problemas digestivos. Elas devem estar frescas e sempre muito bem lavadas.
 A abóbora dada numa pequena dose diária, ajuda a manter o sistema imunológico do animal forte, uma alternativa barata e boa para armazenar vitamina C. Uma xícara da fruta contém pelo menos 11mg de vitamina presente fornecendo ao seu animal de estimação antioxidantes e suporte ao sistema imunológico de que necessita para se manter saudável. Não se apresse para descartar as sementes de abóbora. Eles são uma boa fonte de ácidos graxos ômega 3 que possuem efeitos anti-inflamatórios. Estas devem ser dadas com moderação, já que, o alto teor de gordura das sementes podem resultar em fezes moles.
Pode não parecer lógico que a abóbora pode tratar ambas as evacuações ,tanto a muito líquida, bem como a muito dura e seca. Mas é graças a grande quantidade de fibras que ajuda a torna-las ‘regular’.
A diarreia é geralmente resultado de má-absorção de  água no cólon (a última parte do trato intestinal), ou por causa de trânsito demasiado rápida através dos intestinos, ou por causa de alguma atividade tóxica, ou secreção no próprio aparelho. Acrescentar fibra na digestão pode ajudar diretamente na formação de fezes mais sólidos e também diminuindo a passagem de resíduos através do cólon, permitindo mais tempo para a  absorção da água  .Assim, a abóbora adicionado na dieta pode ajudar no tratamento de fezes moles em nossos animais de estimação.
A constipação é muitas vezes devido à passagem demasiado lento de material através do cólon,  resultando em resíduo seco, duro e de difícil passagem das fezes. Fibra adicional na dieta vai manter parte da umidade a ser reabsorvida pelo cólon. Até mesmo animais de estimação que não estão constipados, mas tem um intestino lento, ou têm algum incomodo perianal depois de evacuar, podem se beneficiar da adição de abóbora em suas dietas. 

Benefícios para a saúde de cães e gatos:
1) Saúde Digestiva: Abóbora é uma fonte fabulosa de fibra para nossos amigos peludos, assim como para nós. Abóbora deve ser servida na forma de purê (sem adição de açúcar ou de especiarias). Ela tanto pode ajudar cães e gatos com a constipação como com a diarreia. Adicionando uma pequena porção na sua refeição diária, é suficiente para mantê-los regular. Ela também pode ajudar cães e gatos com indigestão ou problemas estomacais.
2) Saúde urinária: De acordo com os veterinários Laci e Jed Schaible, co-fundadores da VetLive.com , sementes de abóbora são ricas em ácidos graxos essenciais e antioxidantes (bons para a pele saudável em geral e de pelos), e os óleos na carne e sementes, ajudam a saúde urinária.
3) Prevenção do câncer: Elas também são uma excelente fonte de vitamina A, o betacaroteno, potássio e ferro, e pode até mesmo reduzir a probabilidade de seu animal de estimação vir a desenvolver câncer.
Anúncios

Zoológico do Rio vai virar bioparque com bichos soltos e visitantes circulando por túneis e corredores

Obra vai durar dois anos e consumir R$ 65 milhões. Visitante poderá até navegar por rio artificial.

Por Alba Valéria Mendonça, G1 Rio, Rio de Janeiro

 

Jardim Zoológico do Rio vai ganhar cara nova e vai se transformar num bioparque. Ou seja, os animais vão circular por recintos livres de grades e com integração entre espécies, enquanto os visitantes circularão por túneis corredores e passarelas. E para esta reformulação foi programada uma demolição simbólica para esta terça-feira (5), para dar início às reformas.

Segundo representantes do Grupo Cataratas – que administra o zoo –, será adotado o conceito de enclausuramento inverso, quando animais são integrados ao ambiente e há o uso de barreiras naturais.

Por causa das obras, que devem durar dois anos, com previsão de custo de R$ 65 milhões, o zoo vai funcionar parcialmente. Ou seja, somente de sexta a domingo e nos feriados.

Ilustração mostra uma das novas atrações do Zoo Rio (Foto: Divulgação)Ilustração mostra uma das novas atrações do Zoo Rio (Foto: Divulgação)

Ilustração mostra uma das novas atrações do Zoo Rio (Foto: Divulgação)

O novo zoo prevê a construção de seis grandes biosferas que representarão ecossistemas, como Floresta Tropical, Savana Africana e Biosfera das Aves. Toda ambientação se aproximará ao máximo dos habitats naturais das espécies.

No novo projeto, o passeio começa pela Biosfera das Aves, um grande viveiro com cerca de três mil metros quadrados, que reunirá mais de cem espécies, divididas em três biomas: Mata Atlântica, Pantanal e Psitacídeos. Para os visitantes mais aventureiros, há também a opção de um circuito de arvorismo.

Seguindo o trajeto, o visitante chega à Biosfera dos Répteis e Insetos, ambientes com rica vegetação onde se veem tartarugas, cobras e jacarés.

Felinos e caninos ganham muito mais espaço numa biosfera inteira dedicada a eles, onde o visitante é que ficará enclausurado observando tigres e leões através de grandes túneis de vidro.

Público vai alimentar girafas

Os maiores animais terrestres poderão ser observados nadando em grandes tanques cujo acesso se dará por mirantes e por meio de túneis e aquários de acrílico na Biosfera dos Elefantes. O espaço terá quedas d’água, além de passarelas com visão 360 graus para o público. Ursos e animais marinhos também terão suas biosferas, com lagos e tanques transparentes.

A Fazendinha continuará sendo um local de educação, onde as crianças terão contato próximo com os animais. Na área de Savana, que substituirá a atual Passarela da Fauna, o público poderá participar de um safári cujo percurso é feito em um rio artificial com 400 metros de extensão percorrido por barcos. Esse bioma terá espécies como zebras, gnus e girafas — que poderão ser alimentadas pelos visitantes.

Fonte: G1