Governo recebe pleito para pôr fim aos testes em animais para cosméticos no Brasil.

Relatório da Campanha Liberte-se da Crueldade é entregue ao Ministério da Ciência e Tecnologia

SÃO PAULO (30 de Setembro de 2013) – O grupo de Proteção Animal Humane Society International (HSI), parceira da ARCA Brasil, enviou um relatório ao Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) pedindo a proibição no território nacional dos testes em animais para cosméticos. O CONCEA, uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, irá debater o relatório na sua reunião plenária nos dias 23 e 24 de Outubro. A organização HSI está pedindo ao CONCEA para que tome medidas para pôr fim aos experimentos que causam sofrimento aos animais.

Helder Constantino, Gerente da Campanha da HSI Liberte-se da Crueldade, relata: “Nós esperamos que os membros do CONCEA analisem cuidadosamente o teor moral e científico do nosso pleito para uma proibição. A maioria dos brasileiros se opõe a estes testes ultrapassados e já está na hora do Brasil confinar estes testes aos livros de Historia.

Simone Lima, Diretora Geral da ProAnima, diz: “Quando as pessoas descobrem como são realizados os cosméticos são testados em animais e sobre as alternativas existentes, semore testes nos  perguntam : por que isso ainda não mudou no Brasil? Esperamos  que o CONCEA considere o pleito da sociedade civil organizada e tome a decisão de abolir essa forma cruel e absolutamente desnecessária de uso de animais

Os testes em animais são antiéticos porque causam dor aos animais para o consumo de produtos não essenciais. O relatório também fornece evidências que mostram que empresas de cosméticos não precisam testar seus produtos ou ingredientes em animais para inovar. Na realidade, um número crescente de países – os 28 Estados-Membros da União Europeia, assim como Israel e Índia – já baniram os testes em animais para cosméticos. Empresas livres de crueldade associam os testes sem animais que já disponíveis e que são mais previsíveis do que os testes que fazem uso de animais, com ingredientes existentes que têm uma longa história de uso em cosméticos.

No Brasil, coelhos, porcos da índia, ratos e camundongos, passam por sofrimento incalculável em nome da indústria da beleza. Veja aqui como são feitos os diferentes tipos de testes em cada animal.

“Dentre as diversas conquistas que o Brasil almeja na proteção animal, a questão dos testes pela indústria dos cosméticos é, talvez, a mais próxima de se tornar realidade. A sociedade brasileira já demonstrou, em diversas ocasiões, que não tolera crueldade contra os animais. Resta agora que as instâncias técnicas, como o CONCEA e, principalmente, as empresas estejam à altura dessa demanda”, conclui Marco Ciampi, presidente da ARCA Brasil.

Liberte-se da Crueldade Brasil faz parte da maior campanha mundial para acabar com os testes em animais para cosméticos. No Brasil, os grupos de defesa dos animais ARCA Brasil, ProAnima e o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal são parceiros da Liberte-se da Crueldade. A nível global, HSI juntamente com seus parceiros de campanha estão liderando os esforços para pôr fim a crueldade dos cosméticos na Austrália, Brasil, China, Coreia do Sul, Nova Zelândia, Rússia e outros países.

 

Fonte: http://www.arcabrasil.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s