Denúncia: Abandono e morte de cachorros em um lixão em Santo Antônio de Pádua,estado do RJ, Brasil. Eles são capturados por Marino num gol, placa KPZ 7196 e o cidadão diz estar trabalhando para a Prefeitura. Os animais são despejados no meio de urubus no lixão, situado na estrada para Baltazar.

Lixão é transformado em “depósito de cães” em Pádua,existe

defesa dos animais na cidade?onde?

Lixão é uma forma inadequada de disposição final de resíduos sólidos, que se caracteriza pela simples descarga do lixo sobre o solo, sem medidas de proteção ao meio ambiente ou à saúde pública. O mesmo que descarga de resíduos a céu aberto.

Quero denunciar abandono e morte de cachorros em um lixão em Pádua. Eles são capturados por Marino num gol, placa KPZ 7196 e o cidadão diz estar trabalhando para a Prefeitura. Os animais são despejados no meio de urubus no lixão, situado na estrada para Baltazar.

Animal não é brinquedo, nem saco de pancadas, nem palhaço, nem escravo, nem objeto de status, nem nada indigno como as pessoas acham!

Ultimamente todos nós temos perdido tanto tempo em correr atrás de TER que acabamos esquecendo do SER.

Sim, SER , ser humilde, educado, receptivo, amigo, amável…

Esquecemos também, que não somos os únicos seres que habitam no planeta. Cada dia mais e mais animais são mortos e maltratados. E quem se importa? Poucos são os que se importam de verdade.

Eles não podem se defender. É nosso dever fazer isso por eles!

Maltratar animais é CRIME – Lei Federal.

Denuncia de anônimo

 

padua3 padua2 padua1

Fonte:http://semlimitesjornalinovador.blogspot.com.br/2012/01/lixao-e-transformado-em-deposito-de.html

Controle genético cria “super vacas” com o dobro de massa muscular.

SUPER-VACAS-ok

Achou a imagem acima feia? O pior é saber que ela é real. Uma raça de gado chamada de “Azul Belga” leva intencionalmente um gene defeituoso que resulta em crescimento muscular muito acima do normal.

Um programa sobre as “super vacas” foi apresentado em 2008 pelo canal da National Geographic e mostra como a ciência pode ser usada para controlar a natureza, muitas vezes em nome dos ganhos da produção industrial – acima da ética e da saúde dos seres vivos.

As “super vacas” são produto da reprodução seletiva, que gerencia características desejáveis e repassa os genes por meio de inseminação artificial. Neste caso, o “desejável” é dar continuidade a um gene “doente”, que desrregula o crescimento dos músculos do gado. Em resumo: é o estímulo a um defeito genético. O resultado é que um único animal pode produzir o dobro de carne que o normal.

Veja o programa da National Geographic (disponível em inglês):

E você, o que acha desse tipo de controle genético?

 

Fonte: http://super.abril.com.br/blogs/ideias-verdes/

Meow Mix, Café para gatos em Manhattan, EUA.

Os gatos de toda New York City tem
 a data 17 ago, 2004 marcado em seus calendários.
     Assim como as crianças contam os dias até o lançamento de um novo Harry Potter
 livros, e fãs da ficção científica viver para a abertura do próximo Star Wars
 filme, 17 de agosto será o dia mais esperado do ano para os felinos.
 Esse é o dia que vai ser ronronando pela chance de estar entre os primeiros
 "Clientes" para jantar no novo Meow Mix Cafe e obter o seu primeiro gosto de Meow
 Misture Bolsas alimento úmido.
     A 3.500 metros quadrados Meow Mix Cafe será localizado no coração de
 Midtown Manhattan, na 489 5th Avenue (entre 41 e 42 Street). Além de uma
 experiência culinária única para os gatos, o Meow Mix Cafe vai oferecer
 jogos totalmente interativos para ambos os gatos e os proprietários, com o tema a uma série de
 entradas em destaque.
     O menu no Meow Mix Cafe vai mostrar a mais alta qualidade
 ingredientes para os clientes de ambas as variedade de duas e de quatro patas. Felino
 entradas contará com sete variedades de novos Meow Mix Wet Bolsas Alimentos,
 incluindo Cluck-a-Doodle-Doo, Delight Deep Sea, Meow Fillet, Gobbliscious,
 Hook, Line and Sinker, Sonho Upstream e qual é o truque?. Para cada Meow
 Misture sabor, os proprietários serão capazes de desfrutar de um prato comparável. Por exemplo, a
 enquanto os gatos jantar no Filé Miau (composto de carne no molho), o seu humano
 contrapartes poderão desfrutar filé de carne em uma baguette com rábano
 molho.
     O café no meio da cidade contará com brinquedos e jogos para gatos e proprietários igualmente,
 incluindo arranhadores e ratinhos de brinquedo cheias de catnip para os gatinhos, além de
 jogos especiais com base em novos sabores Meow Mix, como Hook, Line and Sinker,
 onde os proprietários - com a ajuda felino --- será capaz de pescar valioso
 prêmios.
     "Os gatos são uma parte fundamental da vida de tantas pessoas, ainda há muito
 poucos lugares públicos que são gato amigável ", disse Richard Thompson, CEO e Top
 Gato da Meow Mix Company. "Com o Meow Mix Cafe, que já transformou esta
 situação em sua cabeça, com a criação do mundo o primeiro café que
 literalmente atende aos felinos e, aliás, é simpático proprietário, bem! "
     Semelhante a outros estabelecimentos temáticos, o Meow Mix Cafe vai incluir um
 gift shop, onde gato-sumidores será capaz de levar para casa todos os sete novos sabores de
 Meow Mix Bolsas molhadas, bem como os seus favoritos secas tradicionais, tais como
 Escolha original, Middles frutos do mar e fórmula de controle Hairball. A loja de presentes
 também irá estocar uma variedade de brinquedos e acessórios para a comunidade felino,
 incluindo tigelas de cerâmica gatinho, almofadas de pelúcia, bolas de sopro, e bichos de pelúcia.
     Todos os rendimentos da inauguração será doado para a American
 Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra os Animais (ASPCA). Além disso, o
 ASPCA será a realização de adoções gato no café nos dias 18 e 19 de agosto.
     O carro-chefe Meow Mix Cafe em Nova York é um conceito experimental
 previsto para expansão em todo o país. Baseado no sucesso da Nova Iorque
 abertura inicial de uma semana do café, Meow Mix pode ou abrir uma cadeia de cafés ou
 criar um café móvel sobre rodas para passear para outras cidades. Os consumidores com
 sugestões para futuras localizações pode contatar o Meow Mix Companhia em
 1-877-MEOW-MIX ou info@meowmix.com.

Vídeo: 

MeowMixCafea meowmix 

CATCAFE

Fonte: Longas e demoradas pesquisas no google, por Ana Claudia Cardoso em 29 de agosto 2013.

Restaurante exclusivo para cães e gatos abre em Sydney, Austrália.

Um restaurante exclusivamente para cães e gatos foi aberto na cidade australiana de Sydney, na costa leste do país.

O Chew Chew, aberto em junho, serve pratos como risoto de frango, macarrão à bolonhesa, hambúrguer de sardinha, asas de frango e um “capuccino” feito com leite de cabra e salpicado com pedacinhos de fígado seco.

Para os gatos, o cardápio inclui iguarias como peixe branco marinado com geléia de sardinha e fígado de canguru.

O restaurante realiza também festas de aniversário para cães e gatos, com direito a bolo e brindes.

Pratos preferidos

O restaurante foi aberto pela japonesa Naoko Okamoto, especialista em nutrição.

Chew Chew
Cardápio iinclui macarrão à bolonhesa e hambúrguer de sardinha

“Muita gente acha que nosso restaurante é apenas um estabelecimento que aceita cachorros. Mas não é isso. Não servimos os donos, servimos apenas cães e gatos”, disse Okamoto à BBC Brasil.

Segundo ela, o prato preferido dos cães é o bife com cogumelos.

“Nossos pratos são de alta qualidade, feitos com ingredientes orgânicos e de acordo com as necessidades nutricionais dos animais”, disse.

Apesar de não servir seres humanos, o Chew Chew permite que eles comam ao lado de seus animais de estimação.

“Ao lado do Chew Chew, há uma cafeteria para humanos. Os donos vão até lá, compram o que quiserem e podem trazer para cá”, explicou.

O restaurante abre para café da manhã e almoço e vende seus produtos também pela internet.

Restaurante serve comida exclusivamente para cães e gatos.

Restaurante serve comida exclusivamente para cães e gatos.

Link

Boas Notícias!

Recebi a informação que na manhã do dia 26 de agosto, ontem, o grupo ALF (Animal Liberation Font) entrou em uma fazenda de criação de vison e raposas para libertá-los.

A fazenda, Royal Oak Fur Farm, fica na cidade de Simcoe, na província de Ontario, no Canadá.

Eles estimam que conseguiram libertar em torno de 750 visons e 50 raposas. Animais que seria mortos para acabar como artigos de vestuário.

Saiba mais sobre a indústria da pele de visons:

http://liberdaderoubada.com/2013/08/11/protestando-em-fazenda-de-criancao-de-visons/

liberdade devolvida

Fonte: Liberdade Roubada, Facebook.

TÃO CRUEL QUANTO O USO DE PELES: Designer de jóias utiliza animais vivos em sua nova coleção

Por Loren Claire Canales (da Redação)

“A pele está viva” é uma linha de joalheria conceitual que diz analisar a exploração dos animais na moda. “Capturam a beleza da natureza e permitem ao usuário ser único e diferente”, justifica adesigner Cecilia Valentin. Na verdade esta é mais uma forma de exploração e maus-tratos aos animais.

Ao longo de várias gerações temos visto inúmeras criações, cores e texturas transformadas em novas tendências dentro do mundo da moda. Atualmente se fala de uma reciclagem de estilos de décadas passadas, mas alguma vez você ouviu algo sobre usar animais em acessórios? Pois agora chega a designer Cecilia Valentin com a sua última criação, intitulada “Fur is Alive”.

Para Cecilia, que se descreve como uma pessoa em busca de soluções simples para os problemas, isto é algo que a desafia e motiva.

A designer explica que “Fur is Alive” é uma linha de joalheria conceitual que analisa a exploração dos animais na moda. As peças, que ela garante não serem destinadas ao uso, incorporam os animais vivos em uma tentativa de aproveitar a verdadeira beleza das formas naturais de maneira a expor a crua realidade da indústria de peles, que continua sendo amplamente aceita apesar de anos de controvérsia.

Cecilia acrescenta ainda que a sua coleção pretende manter os animais vivos e não assassiná-los como é habitual para o consumo de carne ou pelo “bem” do design e da criação de roupas, já que as pessoas tendem a desvincular o fato de que as peles já foram de um ser vivo, o que termina por ser um auto-engano.

Tratando-se de uma comunicação visual sobre a questão da morte na moda, a designer não explicou o impacto causado aos animais aprisionados em suas peças, como é o caso do passarinho, engaiolado em um minúsculo recinto em forma de ovo e de um hamster preso em um pequeno tubo. Todos eles passam por um grande stress ao estarem nestas condições, considerando ainda que são levados a exposições e festas privadas para a apresentação desta coleção. Como ela pode dizer que pretende ajudar os animais?

O uso de animais vivos em acessórios não é novidade e virou moda entre os asiáticos há pelo menos 3 anos. Os animais são aprisionados em pequenas bolsas plásticas e são considerados “amuletos da sorte” pelos seus apreciadores. São peixes, tartarugas e salamandras condenados à morte em poucos dias.

Há o exemplo de um outro caso, em que um cachorro doente ficou preso em um canto de uma galeria, sem acesso a alimentação e cuidados veterinários, e morreu em nome da “arte” de Guillermo Habacuc. A principal intenção do autor também foi tornar o animal o foco da atenção em um local onde esperava-se ver arte, sem se preocupar seu bem-estar e com sua vida.

 

fursalive

 

 

 

Fonte: Anda.jor

Atriz de ‘Game of thrones’ adota cão que interpretava lobo na série.

Família de Sophie Turner, que faz o papel de Sansa Stark, ficou com ‘Lady’.

Lady, a loba de Sansa Stark (Sophie Turner), teve um fim trágico em “Game of thrones”. Na vida real, porém, as duas “atrizes” estão muito felizes juntas. Após o fim da participação do animal na série, a família de Turner adotou Zunni, uma cadela da raça Mahlek Northern Inuit.

A atriz inglesa posou com seu novo animal de estimação para o jornal “The Coventry Telegraph”, que fez um perfil sobre ela, e contou que Zunni conquistou também seus pais. “Durante a infância eu sempre quis um cachorro, mas meus pais nunca quiseram. Mas nós meio que apaixonamos por Lady, a loba da minha personagem, durante as gravações. Soubemos que Lady ia morrer e que queriam arrumar um lar para ela. Então minha mãe os convenceu a nos deixarem adotá-la”, contou.

Turner, que tinha 13 anos quando foi aprovada em um teste para a série, começou a atuar com apenas três anos de idade, quando entrou para o grupo teatral Playbox, do qual faz parte ainda hoje. A chance em “Game of thrones”, porém, veio após uma indicação seu professor de teatro na King’s High School em Warwick.

Segundo a atriz, ela passou por cinco testes antes de ser confirmada no papel, tendo que contracenar com alguns dos futuros colegas durante o processo. “Foi realmente intenso, mas divertido. Fiz muitos testes de ‘química’ com outras pessoas – o último foi com Maisie (Williams), que faz o papel de Arya. Ela é adorável”, lembrou.

Além da série, Turner poderá ser vista em breve em dois filmes. “Panda eyes”, no qual atua ao lado de Jonathan Rhys Meyers e Rhys Ifans, entre outros, será lançado no Reino Unido em 15 de novembro deste ano, e “The thirteenth tale”, uma produção da BBC2 com Olivia Colman e Vanessa Redgrave, irá estrear em dezembro na TV britânica.

Lady

Link

Cachorros invisíveis vistos pela primeira vez.
Dois estudantes chilenos criaram uma forma de cachorros de rua serem vistos.

Em qualquer grande cidade do mundo é possível encontrar cachorros de rua, onde normalmente passam despercebidos principalmente pela deficiência na comunicação com humanos.

Pensando nisso dois estudantes, Violeta Caro Pinda e Felipe Carrasco Guzman, decidiram dar uma forcinha aos cachorros de rua no Chile. Eles amarraram balões aos cachorros com mensagens como, “me abrace”, “brinque comigo” e “não me deixe”.

O vídeo mostra que com um pouco de criatividade e compaixão podemos aproximar “estranhos” e espalhar um pouco de bondade e amor.

Vídeo:https://www.facebook.com/photo.php?v=447482265366385&set=vb.357302574323591&type=2&theater

Fonte: http://zip.net/bpkHj2