Nova Lei na Itália obriga qualquer ser humano a socorrer animais em ruas, a partir de 27 de dezembro. Inclusive por parte de pedestres.

Humanos e animais provavelmente nunca foram tão semelhantes. Para aproximar-se deles, o regulamento reforça a obrigação de resgatar cães, gatos e espécimes de todos os outros tipos de vítimas nas ruas.A lei já existia. Dois anos atrás, em julho, o código que regula a conduta a estar atrás do volante foi reformada, incluindo a notícia importante. Ontem no Jornal Oficial foi publicado regulamentos de execução do Ministério dos Transportes que, em mais detalhes abaixo.

A obrigação de resgatar cliques em 27 de dezembro. Aplica-se a todos, não só para aqueles que estão dirigindo e causou o acidente. O socorrista pode carregar os feridos para dentro do carro e levá-lo no escritório como seria se uma pessoa tinha a bordo. Você pode operar o chifre e violar os sinais. Os motoristas são obrigados a parar no cruzamento e que a polícia não pode impor multas. A fortiori, o direito de sirene, luzes azuis e manobras de condução para veículos veterinários, os zoofila de fiscalização e meios de auto-estradas e também polícia, bombeiros, protecção civil. O direito de alívio se aplica aos animais domésticos e selvagens.

Entre outras coisas, o decreto define as características das ambulâncias veterinários. O Ministério da Saúde deve indicar os equipamentos e procedimentos específicos para o ‘status de certificação, mesmo após a chamada para a intervenção no animal por um veterinário e condições patológicas que acionar esse reconhecimento. ” Trauma grave, feridas abertas, distúrbios hemorrágicos e convulsões. Este modo que até mesmo os médicos estão protegidos e não correr o risco de ser multado se exceder o limite de velocidade e não cumprir com os sinais de trânsito.

Outro ponto de viragem, o que confirma a Itália entre os primeiros na Europa e no mundo ocidental na política de respeito pelos animais. Michela Vittoria Brambilla, presidente da Liga Italiana para a Defesa dos Animais e do Meio Ambiente, é reafirmado “um princípio indiscutível da civilização. O governo Berlusconi reformou o código em 2010, dois anos se passaram pecado e meia desde então. O próximo governo terá de definir a pena ainda não está definido. ”

“Notou-se o sentimento comum. Conseguimos entrar no pleno reconhecimento do cidadão privado que uma vítima da estrada em uma cirurgia não-humano, “receber com alegria o decreto Gianluca Felicetti, a Lav (antivivisezione League), e Rocchi Carla, presidente ENPA (Agência Nacional de Proteção Animal) .

Margaret De Bac – BBC News – 15 de dezembro de 2012
——————————
English (Translation: Google)

New law in Italy requires any human being to rescue animals in the streets, from December 27.
Even pedestrians ..

Humans and animals probably have never been so similar. To approach them, the regulation strengthens the obligation to rescue dogs, cats and specimens of every other kind of road deaths.

The law was already there. Two years ago, in July, the code which regulates the conduct to be behind the wheel was reformed including the important news. Yesterday in the Official Journal was published implementing regulations of the Ministry of Transport that in more detail below.

The obligation to rescue clicks on December 27. Applies to everyone, not only for those who are driving and caused the accident. The rescuer can load the wounded into the car and carry it in the office as it would if a person had on board. You can operate the horn and violate the signs. Motorists are required to stop at the crossing and the police can not enforce fines. A fortiori, the right to siren, blue lights and driving maneuvers it to vehicles vets, those supervisory zoofila and means of motorways and also police, fire, civil protection. The right to relief applies to domestic and wild animals.

Among other things, the decree defines the characteristics of the veterinary ambulances. The Ministry of Health should indicate the specific equipment and procedures for ‘certification status even after calling for intervention on the animal by a veterinarian and pathological conditions that trigger this recognition. ” Severe trauma, open wounds, bleeding disorders and seizures. This so that even doctors are protected and not run the risk of being fined if they exceed the speed limit and do not comply with traffic signs.

Another turning point, which confirms Italy among the first in Europe and the Western world in the policy on respect for animals. Michela Vittoria Brambilla, president of the Italian League for the Defense of Animals and the environment, is reaffirmed “an indisputable principle of civilization. The Berlusconi government has reformed the code in 2010, two years have passed sin and a half since then. The next government will have to set the penalty is not defined yet. ”

“It was noted the common feeling. We managed to enter the full recognition of the private citizen carrying a victim of the road in a non-human surgery, “receive with joy the decree Gianluca Felicetti, the Lav (antivivisezione League), and Carla Rocchi, president Enpa (National Animal Protection) .

Margaret De Bac – BBC News – December 15, 2012

lei italiana

Fonte:
http://www.sivempveneto.it/vedi-tutte/11509-cani-e-gatti-investiti-vanno-soccorsi-come-le-persone-anche-dai-passanti.html

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s