Mais de 10 mil italianos vão às ruas contra criadouro de Beagles para testes.

Talvez nunca tenha havido uma menifestação tão grande na história dos direitos dos animais

Em abril, uma miltidão marchou em direção ao criadouro “Green Hill” e indaviu o local, salvando algumas dezenas de cães (veja aqui). Na ocasião, estimou-se que eram mil pessoas na manifestação. Mas, no último sábado (16), os italianos mostraram que realmente não vão parar até que o criadouro seja fechado pelas autoridades. Mais de 10 mil pessoas lotaram as ruas de Roma, vindas de diversas cidades do país em dezenas de ônibus fretados.

A manifestação foi organizada pelo movimento “Ocuppy Green Hill” (www.occupygreenhill.it) e por organizações contra a vivessecção (testes em animais vivos) do país.

Eles querem chamar a atenção do governo para o problema

Os manifestantes declararam para a imprensa que a intenção é chamar a atenção do governo italiano para que acabe com a vivessecção no país. O número surpreendentemente crescente de italianos que estão saindo de casa para gritar em favor dos animais apenas confirma o que diz um grande banner no site do movimento organizador: “Nós somos 99%. 99% da população repudia a vivessecção”.

Sobre o “Green Hill” e os testes em animais

Criadouros de Beagles e de outros animais existem para alimentar a indústria dos testes em animais, que movimenta bilhões de dólares por ano. Os laboratórios fazem testes de produtos químicos nestes animais para marcas de cosméticos e outros produtos conseguirem laudos de que aquele ingrediente ou fórmula não fará mal às pessoas. No entanto, é comprovado que diversos destes testes são desnecessários e ultrapassados. Quem precisa jogar ácido nos olhos de um coelho para saber que vai queimar? Existem testes alternativos que não usam animais e são muito mais eficazes.

Por quê Beagles?

Os cachorros da raça beagle estão entre os preferidos dos laboratórios que fazem testes em animais por seu porte pequeno e por serem muito mansos. Isso facilita o manuseio entre uma tortura e outra.

A chave está na mão do consumidor

Centenas de empresas já deixaram de solicitar testes em animais para averiguar a segurança de seus produtos por pressão de seus consumidores. Se a sociedade diz que não quer a vivessecção, a indústria se adapta. Não havendo mais a demanda de testes por parte das empresas, não há por que existirem criadouros como o “Green Hill”. Faça sua parte, diga às empresas que você não aceita produtos testados em animais, eles buscarão métodos alternativos.

Vídeo da manifestação (Youtube)

Fonte: http://vista-se.com.br/redesocial/historico-mais-de-10-mil-italianos-vao-as-ruas-contra-criadouro-de-beagles-para-testes/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s