Atenção amigos dos Animais, DIVULGUEM essa COVARDIA, em NILÓPOLIS,RJ, BRASIL!!!

Estamos desde as 8 e meia da manhã sendo ameaçados e agredidos pelos políticos e funcionários da Prefeitura de Nilópolis, além dos “políticos” Vieira da Costa e Àlvaro Perez, que pararam o caminhão baú da Prefeitura em frente ao Abrigo de Nilópolis e nos informaram que estariam fazendo a remoção dos 80 animais, animais esses que vivem nesse local há 15 anos.

Como assim? Nós temos o documento dos promotores de justiça Felipe Barbosa e Patricia Gabai impedindo a retirada dos animais até que ela seja autorizada e dentro da lei. A Prefeitura e todo mundo envolvido estava sabendo que os animais estão protegidos pelo MP enquanto a investigação está correndo na promotoria.
Todo mundo sabia que a Prefeitura vinha agindo ilegalmente, criminalmente para retirar ao animais do local onde vivem há 15 anos, para .

Cabe ressaltar que esse terreno onde os animais vivem é terrreno da Fundação Padre Matheus, não é a da Prefeitura, não é desapropriação da Prefeitura. Essa Fundação foi criada pelo advogado Cláudio Cavalcante e seu estatuto abriga obras sociais, inclusive os animais. Os animais estão protegidos no estatuto da Fundaçao Padre Matheus, o terreno onde eles vivem há 15 anos pertence a essa Fundação e eles vivem dignamente nesse local.

Condições do animais nesse local: vacinados, vermifugados, sem pulgas e carrapatos, todas as fêmeas castradas, machos castrados em sua grande maioria, pegam sol pela manhã e correm livremente num espaço enorme enquanto seus canis são limpos, são protegidos de chuvas, têm a ração adequada na proporção correta, assistência veterinária quando é necessária, muito carinho e amor, vivem em matilhas como no seu habitat natural.

Com todas essas informações, vocês tem dúvida de que os animais não poderiam ter sido removidos? Claro que não, até porque todos sabiam que o MP é mais “poderoso” do que um milhão de delegados juntos, ou um milhão de advogados juntos ou políticos juntos.

Eu me coloquei na frente do portão junto com a tutora física Marcia e a amigona Renata Demétrio e falei “Aqui vocês não entram, esses animais só saem por cima do meu cadáver”. E o que eles fizeram? Passaram por cima de nós, empurrando-nos, quebraram o cadeado, invadiram o local, e me empurraram pra fora do terreno, dizendo que aquele terreno era da prefeitura e que a prefeitura não iria deixar eu entrar. Eu peitei todo mundo e nesse momento a guarda municipal me segurou e disse “A senhora não pode entrar”.

Gente, o terreno é da Fundação, eu tenho o documento, eu mostrei a recomendação dos promotores de justiça pra todo mundo e eles ignoraram, invadiram o terreno e me impediram de entrar.

Essa arbitrariedade continuou, até de noite, eu liguei chorando para o promotor dizendo tudo isso e ele me falou que já estava tomando as atitudes de nível criminal.

Liguei pra muita gente, liguei pra incansável Andrea Lambert que concordou em ligar para contatos na policia para tentar impedir essa arbitrariedade.

Renata e Marcela foram até a delegacia fazer um RO de invasão de domicílio e maus-tratos contra a Prefeitura e me ligaram felizes dizendo que o inspetor de policia Constantino estava indo ao Abrigo para impedir essa ação ilegal. O inspetor ficou lá dentro do terreno por muito tempo, conversando com os políticos, falando ao telefone, e foi embora, sem nada fazer, dizendo que não tinha poderes de fazer algo.

Depois que o inspetor foi embora, às 8 da noite, os politicos e o Vieira da Costa começaram a tirar os 80 animais dos canis no escuro, na violência, sem preparo algum de manejo com os animais, SEM VETERINÁRIO presente, sem a nossa presença para acalmar os animais, doparam os animais sem orientaçaõ veterinária, enfiaram os animais dentro de caminhão baú, totalmente ilegal para o tranporte de cães. Os animais ficaram agitadíssimos, estressadissimos, brigando muito, em estado de choque, e confinados dentro de um baú sem ventilação e iluminação.

Pra finalizar essa história de terror, compartilho com todos vocês que essa GUERRA está longe de acabar, porque nós cidadãos temos que cumprir leis e quando não cumprimos somos punidos, não é? Então, todas as ações da Prefeitura de Nilópolis foram ilegais e crimonosas, então ela terá que responder por todos esses crimes. Quem quiser juntar-se a nós nessa batalha, será muito bem-vindo.

O delegado José de Moraes Ferreira emitiu um ofício as 14 horas autorizando a remoçaõ dos animais, considerando uma denúncia de maus-tratos feita pelo “político” Vieira da Costa na semana passada. Vocês acreditam? Podem acreditar que isso será devidamente investigado, porque o perito da polícia que foi até o Abrigo depois dessa denúncia elogio o nosso trabalho, atestando que os animais estavam muito bem-tratados (palavras dele para as tutoras e nossa Advogada Delaide).

Amanhã tentarei postar os vídeos mostrando todos os momentos dos atos criminosos dos funcionários da Prefeitura, inclusive as agressões.

AJUDEM, DIVULGUEM !!!!!

Fonte:https://www.facebook.com/photo.php?fbid=316802528396771&set=a.265784153498609.61655.100002010799040&type=1&theater

Pirituba, São Paulo, Urgente…ajudem o Batata ser despejado na rua!!!!

PIRITUBA/SP – COMPARTILHE, RESGATE, AJUDE, AMADRINHE, ADOTE
ELE ESTA NA GARAGEM DA NATALIA MAS LA É PROIBIDO POR CONTRATO E TER ANIMAIS E O DONO DA CASA E A IMOBILIÁRIA MANDARAM ELA RETIRAR O BATATA DE LA IMEDIATAMENTE, SOB PENA DE SER MULTADA, A NATALIA ESTA DESEMPREGADA NÃO TEM COMO PAGAR A MULTA, MAL ESTA PODENDO PAGAR O ALUGUEL!!! A DONA DO BATATA MUDOU E MANDOU ELA JOGA-LO NA RUA, NÃO QUER NEM OUVIR FALAR DELE, ELE NÃO SABE SE VIRAR NA RUA, NASCEU EM UM CANIL E SEMPRE TEVE LAR, ELE PRECISA DE UM LAR DEFINITIVO OU TEMPORÁRIO URGENTE. A NATALIA NÃO SABE O QUE FAZER, ALGUEM PODE AJUDAR DANDO LAR TEMPORÁRIO OU ADOTANDO O BATATA???
CONTATO COM nati_boldo@hotmail.com – 11 4108-5677 Pirituba – SP

Fonte:https://www.facebook.com/photo.php?fbid=3380268109897&set=a.1660859805764.2090510.1365253129&type=1&theater&notif_t=photo_comment_tagged

Tequinho espera por adoção responsável e amorosa, no RJ, Brasil.

RJ – Botafogo. ADOÇÃO URGENTE! Gente, Tequinho e seu irmão estão passando o dia isolados num quarto pois estamos com muitos animais no apartamento (mais 7 além deles)! Por favor, ajudem-nos a encontrar um lar o quanto antes!!!

Tequinho é um bebê de 4 meses super carinhoso e brincalhão! Foi resgatado junto com seu irmão há 15 dias atrás. Estava muito debilitado, ficou internado por dois dias, mas já está recuperado e pronto para ser adotado por uma família que lhe dê o amor e carinho que merece. Contato: 21- 8648-3747 com Geisa.

Fonte: Facebook: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=3303640434223&set=a.1475507292037.2066266.1364351140&type=1&theater

Ativistas italianos fazem manifestação chocante contra testes em animais em Milão

Organização e maquiagem realista para chamar a atenção para os testes em animais

Mais de 100 ativistas da ONG italiana “Nemesi Animale” chocaram quem passava pela praça de Sant Eustorgio, em Milão, no último sábado, 26 de maio. Com maquiagens realistas, os voluntários representaram os testes que são feitos em animais pela indústria e que, no geral, não são do conhecimento da população.

A proposta foi trazer à tona a crueldade destes processos e divulgar um dossiê chamado “Vivisezione a Milano” (Vivessecção em Milão), produzido e editado pela Nemesi Animale a partir de experiências do grupo em locais que praticam tais testes.

6 de maio – a tortura de um lugar no vivisseccionistas MILÃO
28 de maio de 2012 – em ATIVISMO | Vivissecção
Sábado, 26 de junho mais de uma centena de militantes e ativistas reunidos na Praça de Sant Eustorgio para dar voz ao sofrimento inaudito de centenas de milhares de animais presos e torturados todos os dias em laboratórios.
O objetivo era apresentar ao público dossier “em Vivissecção Milan “, editado por animal Nemesis, onde pegou algumas de nossas experiências recentes realizadas em Milão, cheia de contatos de quem os guiou e os lugares onde eles estão fisicamente ocorreu.
Várias dezenas de ativistas com as fotos tiradas dos locais de tortura feitas por quadro para os outros que protagonizaram alguns dos experimentos realizados rotineiramente em laboratórios de todo o mundo, e ainda outros que mostram a fim triste que espera todo indivíduo que se submete a julgamento contra sua vontade.
Temos conversado com muitos dos transeuntes afectados pelo protesto que eles queriam mais informações sobre o que acontece com os animais em nossa sociedade.

Neste período há uma grande atenção à questão da experimentação animal, os últimos acontecimentos que se concentraram em grande parte Verde Hil l permitiram muitos para descobrir o que está por trás das paredes dos edifícios anônimos que estão em laboratórios espaciais. Nós Queríamos dar mais atenção para esta sensibilidade recente divulgação de informação factual sobre o que está acontecendo e onde ela ocorre, quais são as empresas envolvidas na produção de instrumentos de tortura e que os seus compradores entusiasmados. Para mais informações, visite a página do nosso site de agradecer a todas as pessoas que, por sua presença, seus rostos e suas vozes tenham contribuído para o sucesso do evento.

Fontes:http://www.nemesianimale.net/2012/05/26-maggio-le-torture-dei-vivisettori-in-piazza-a-milano/

http://vista-se.com.br/redesocial/ativistas-italianos-fazem-manifestacao-chocante-contra-testes-em-animais-em-milao/

Libertação aos cães Beagles da Universidade Estadual de Maringá.

Por que isto é importante

Os experimentos foram interrompidos e proibidos pela justiça, mas os cães permanecem presos e confinados sob a responsabilidade da UEM ( Maringá)
Chegou a HORA Brasil!
Liberta Maringá!
Libertação aos Cães de Maringá!

Assinem a petição: http://www.avaaz.org/po/petition/Libertacao_aos_caes_Beagles_da_Universidade_Estadual_de_Maringa/?fdPXSbb&pv=2

Fonte:http://www.avaaz.org/po/petition/Libertacao_aos_caes_Beagles_da_Universidade_Estadual_de_Maringa/?fdPXSbb&pv=2

Seis anos de cadeia para quem maltratar e matar animais

A Comissão Especial de Juristas encarregada de elaborar proposta para um novo Código Penal aprovou nesta sexta-feira (25) a criminalização do abandono de animais, além de tratamento mais severo para abusos e maus-tratos. Pela proposta, o abandono poderá ser punido com prisão de um a quatro anos, mais multa. Atualmente, a conduta é uma contravenção, que sujeita o autor a multa e prisão até um ano, sempre em regime aberto ou semi-aberto.
A mesma pena de um a quatro anos foi aprovada para quem praticar abusos ou maus-tratos contra animais domésticos, domesticados ou silvestres, nativos ou exóticos. Esse tipo de crime hoje é punido com prisão de um mês a um ano, além de multa.
No entanto, a pena será ainda ampliada a depender da severidade dos resultados dos maus-tratos. No caso de lesão grave ou permanente no animal, o aumento será de um sexto a um terço do tempo de prisão. Se houver morte, o aumento será pela metade, o que poderá significar até seis anos de cadeia.
Os abusos e maus-tratos foram um dos temas que mais atraíram a atenção da sociedade acerca da reforma do Código penal. O Movimento Crueldade Nunca Mais, integrado por mais 200 entidades de defesa de animais, chegou a entregar à comissão um documento com cerca de 150 apoios on-line e mais de 50 mil assinaturas em documento impresso propondo maior rigor na legislação. As condutas previstas foram enquadradas na parte dos crimes ambientais, que são tratados em lei específica e foram trazidos para o código pelos juristas.
Pela redação aprovada, ficou tipificado como crime abandonar em qualquer espaço público ou privado, animal doméstico, silvestre ou exótico, ou em rota migratória. Responde pelo crime quem tenha a propriedade, posse ou guarda do animal, se estendendo ainda a quem tenha sido atribuído a função de cuidar, vigiar ou que tenha a autoridade sobre ele.
Experiências
A comissão manteve as regras atuais que restringem a realização de experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos e científicos, na hipótese de existirem recursos alternativos. Quem realizar a experiência desconsiderando alternativa possível que preserve o animal da dor também poderá receber a mesma pena de um quatro anos para o caso de maus-tratos.
Outro ponto que mereceu especial atenção dos juristas foi o tráfico de animais, com a sugestão de pena básica de dois a seis anos de prisão para atividades que hoje é punida com prisão de seis meses a um ano, e multa. Pelo redesenho do tipo pena, será enquadrado como tráfico, entre outras hipóteses, importar, exportar, vender, expor à venda e manter em depósito, trazer e guardar o animal sem autorização legal. A proteção se aplica a ovos, larvas ou espécie da fauna silvestre nativa ou em rota migratória, bem como objetos feitos com matéria-prima animal, inclusive pena, pele e couros.
Haverá punição mesmo quando as condutas praticadas tiverem sido cometidas sem a intenção de lucro. No entanto, caso o objetivo seja a obtenção de lucro, a pena será ampliada de um sexto a um terço do tempo de prisão. E se a conduta visar à exportação, então o autor do crime poderá pagar com um aumento de um terço a dois terços. Na pior hipótese, quem enviar para o exterior animal silvestre ou em rota migratória, de forma ilegal, poderá pegar cadeia por até dez anos.
Alguns integrantes da comissão fizeram ressalvas ao rigor das punições sugeridas, mas prevaleceu a opinião da maioria de que os crimes contras os animais exigem tratamento penal mais firme. O advogado Tércio Lins e Silva ponderou que o exagero punitivo pode levar os juízes a não aplicar pena alguma. Já a procuradora de Justiça do Ministério Público de São Paulo, Luíza Nagib Eluf, chegou a equiparar a gravidade do crime de tráfico de animais ao tráfico de drogas.
– É uma mortandade, com pássaros e outros animais engaiolados sofrendo de maneira horrenda – comentou a procuradora.
Crimes ambientais
Com relação à atual legislação ambiental, a decisão da comissão foi pela incorporação dos seus aspectos criminais ao anteprojeto do código, que deve ser entregue ao Senado até 25 de junho. Não houve inclusão de novos crimes, como observou o relator da comissão, o procurador regional da República Luiz Carlos Gonçalves.
Houve considerável aumento de pena para a conduta destinada a promover a entrada no país de espécie animal sem parecer técnico oficial favorável e licença expedida por autoridades competentes. Punida hoje com três meses a um ano de prisão, a prática receberá pena de um a quatro anos se passar a proposta dos juristas.
Essa foi também a proposta para um crime ambiental muito comum, que é cortar ilegalmente madeira de lei classificada, inclusive para transformar em carvão, com vistas a atividade econômica ou não (a pena atual vai de um a dois anos, e multa). Na nova redação, os juristas colocaram sob a mesma proteção contra o corte madeira de floresta, mata ou selva, ou de madeira encontrada em restinga ou caatinga.
De acordo com o relator, as alterações aprovadas em relação aos crimes ambientais, inclusive na questão dos maus-tratos e abusos contra os animais, oferecem tratamento mais protetivo, com sanções maiores. Segundo ele, havia manifestação de temor na sociedade de que “os juristas transformar tudo em penas de multa”.
Prescrição de penas
Outro assunto discutido pela comissão foram os prazos de prescrição das penas. Como não houve consenso entre os juristas, em votação foi decidida a manutenção do que já está previsto no Código Penal vigente. O relator Luiz Carlos afirmou durante a reunião que não é favorável ao texto atual. Apesar disso, defendeu a sua manutenção face à ausência de consenso sobre quais mudanças deveriam ser feitas.
A comissão foi criada pelo presidente do Senado, José Sarney, por sugestão do senador Pedro Taques (PDT-MT).

Fonte:http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2012/05/25/seis-anos-de-cadeia-para-quem-maltratar-e-matar-animais

Vídeo tem grande repercussão na internet: Filhote que velava o corpo de sua mãe atropelada, é resgatado.

Katy Hudson e Courtney Clerico não são novatas no resgate de animais. Mas o resgate de um filhote no dia 29 de abril, no acostamento de uma estrada em Bakersfield (EUA), chamou a atenção de todo o mundo e tornou-se um vídeo de grande repercussão na internet. As informações são da KEPRTV.

O filhote estava velando o corpo de sua mãe, que havia sido atropelada por um carro. Katy Hudson disse que ela e Clerico foram avisados da situação através de uma chamada telefônica e rapidamente partiram para a ação.

“Este pobre cão permanecia lá. Pelo aspecto do corpo de sua mãe, ele estava lá há vários dias. Ele não tinha comida. Ele estava à beira da desidratação e com muito medo também. Acredito que ele tinha visto o que havia acontecido com sua mãe e estava preocupado que o mesmo pudesse acontecer com ele. Por isso ele não confiava em seres humanos, e precisamos de muito tempo e paciência para ganhar a sua confiança”.

Clerico está cuidando do cão e deu-lhe o nome de Prince. Ela filmou o resgate em seu celular e enviou o vídeo para o Godvine.com e o YouTube. O vídeo já contabilizou milhares de acessos, para a grande surpresa de Clerico.

“Nós fazemos resgate de animais e gostamos de compartilhar o nosso trabalho com os colegas. Pensamos que seria divertido permitir que outros que trabalham com resgate vissem as imagens, e não tínhamos idéia de que a história emocionaria e tocaria tantas pessoas”.

Apesar de assustado e difícil de ser capturado, Clerico disse que Prince tornou-se um membro amoroso de sua família, com a sua necessidade de companhia, o que também inspirou a escolha do seu nome.

“Ele realmente queria estar ao nosso redor, e chorava toda vez que o deixávamos sozinho, e começamos a pensar: ‘Uau, ele está começando a agir como um príncipe’. Mas, realmente o que me motivou a chamá-lo assim foi o fato dele ter passado por tudo o que passou, acho que ele merece ser um príncipe”, diz Clerico.

Se elas não esperavam chamar a atenção de pessoas por todo o mundo com esse vídeo, pelo menos elas podem entender por que a história de Prince é tocante.

“Ele demonstra o comportamento que se espera que as pessoas tenham. Ele foi leal à sua mãe, ele não saiu do seu lado nem após a sua morte, e foi dedicado a ela. Você sabe, ele apresenta um amor e uma devoção à sua mãe que muitas vezes não vemos nem nos seres humanos, e acho que por isso a história toca tanto as pessoas”.

Leia e Assista!

“Recebemos um telefonema no sábado, sobre um cachorro que estava com sua mãe morta na beira de uma estrada. Corremos para fora e encontrou-o, ele estava quente, magro e cansado. Trabalhamos durante horas e, finalmente pegou. Assista ao vídeo para todos os detalhes. As equipes de resgate: Katy Hudson e Courtney Clerico Vídeo capturado e editado por Courtney Clerico Música http://www.audionautix.com considera por favor doar para resgatar grupos que estiveram envolvidos em salvar o príncipe. Confira http://www.TheCatPeople.org, http://www.FastFriends.org e http://www.MarleysMutts.com. Voluntários do gato Pessoas e voluntários FastFriend estavam envolvidos no resgate, e vira-latas Marley está ajudando com o processo de adoção. Todas as três organizações de resgate de animais das ruas de Bakersfield. Compartilhe sua história, também. Ele é um rapaz extraordinário! Visite http://www.facebook.com / courtneyclerico atualizações! Se você estiver interessado em adotar Prince, começar por preencher o requerimento de acolhimento em MarleysMutts.com”

Fonte: http://www.Anda.jor.br

e youtube.

Existem outras colônias para animais no Mundo Espiritual além do Rancho Alegre?

Como vimos no Evangelho que “há muitas moradas na Casa de meu pai”, há muitos mundos e, portanto, há um número proporcional de colônias nestes mundos. Temos notícia de três colônias para animais, mas, com certeza, há outras de mesmo nível e qualidade. A quantidade de seres espirituais estagiando na fase animal é maior, em nosso planeta, do que em fase humana. Uma colônia somente não é suficiente para tantos Espíritos. São necessárias várias colônias, e há colônias principais e intermediárias. Temos notícia de que existem, além destas três principais, centenas de outras intermediárias, na dimensão espiritual próxima ao Brasil. Provavelmente há inúmeras colônias espalhadas próximas ao nosso mundo, mas por algum motivo não nos deram ainda oportunidade de conhecê-las.

Há ainda uma mensagem deixada por São Luís a um grupo de estudos de Minas Gerais, o Grupo Espírita Allan Kardec em 1999 (Sociedade de Estudos Espíritas Allan Kardec. Data: 30.03.99) em que ele afirma existir colônias específicas para animais no mundo espiritual. Não há nada com que nos surpreendermos ao saber disso. Temos notícias de diversas colônias para animais, mas as mais conhecidas são “Rancho Alegre” e “Arca de Noé”, no entanto não são as únicas. Existem infinitas quantidades destas colônias pelo universo, que é infinito.

Por Marcel Benedeti.
http://www.viagemastral.com/gva/viewtopic.php?f=9&t=6290