Cão faminto à beira da morte é salvo por ONG; os casos de maus-tratos a animais no Reino Unido cresceram 25% em 2011.

Está história é realmente chocante. O cachorro Soldier foi encontrado pela equipe da ONG de proteção animal, RSPCA, à beira da morte.

O animal estava tão magro que media apenas quatro centímetros de diâmetro em algumas partes do corpo.

Seu ex-proprietário, John Hendricks, declarou-se culpado das acusações de maus-tratos ao seu animal.

Como punição, Hendricks foi obrigado a pagar uma multa de R$ 372, uma outra penalização de R$ 1860 e proibido de criar qualquer tipo de animal pelos próximos 10 anos.

A história de Soldier veio a público depois que a instituição revelou que a crueldade contra animais cresceu cerca de 25% no último ano no Reino Unido.

As histórias incluem um cão esfaqueado repetidamente com um descascador de batatas, um gatinho cego jogado em uma sacola e um cachorro encontrado abandonado em uma casa onde cinco outros animais já haviam morrido de fome. Beethoven só sobreviveu comendo restos dos gatos.

Em setembro, o dono de Beethoven, Mateus Pereira, foi preso por 20 semanas e proibido de criar animais de estimação por 10 anos depois de ter admitido ser o autor de 34 crimes contra animais.

Cerca de 1.340 pessoas foram processadas por crueldade contra animais e negligência em 2011. Cerca de 1.100 deles foram proibidos de possuir animais e 74 foram presos.

Soldier foi um dos animais cuja a história teve um final feliz. A ONG conseguiu salvá-lo e hoje ele é um cão feliz e saudável.

Fonte:http://entretenimento.r7.com/bichos/noticias/cao-faminto-a-beira-da-morte-e-salvo-por-ong-20120424.html?question=0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s